sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Falando de TAs

  Uma dúvida... você acha mesmo que tem TA???
  Eu andei pensando (na verdade penso nisso há anos)... 
  Ana eu sei que não tenho pq por mais que fique de nf ou lf por algum tempo eu ainda gosto de comer. Aí me pergunto se tenho mia. Eu sei que tenho episódios e tal, mas eu já li que para ser diagnosticada como bulímica, a pessoa precisa ter pelo menos dois episódios por semana durante dois meses ou mais. E eu sempre me controlei para não passar de dois por mês. 
  Tem mais, a primeira vez que tentei tinha 13 e só consegui com 14 anos. Fiquei tão assustada que fiquei muito tempo longe. Meses depois eu entrei em um relacionamento que me deixava pra baixo e aí voltei a miar, mas ainda assim muito raramente. Com 16 eu aprendi a miar só um pouco, só para tirar o excesso de dentro de mim, aí ninguém nem ouvia nada. De 16 para 17 eu engordei horrores, aí sim eu acho que foi um período em que a mia esteve comigo. Mas mesmo assim eu conseguia me controlar (para não miar né, pq comer eu comia horrores). Em agosto do mesmo ano conheci meu namorado e ficar com ele me fez bem, então eu decidi para de miar de vez. Só que todo mundo tem seus momentos de fraqueza. Ano passado, sinceramente, miei tão poucas vezes que dá pra contar nos dedos das mãos. Esse ano as coisas já foram um pouquinho piores e já recorri a mia mais vezes do que ano passado, mas ainda assim não foram mais que duas por mês.
  Ás vezes, depois de comer, eu sinto vontade de miar mas me controlo. Já aprendi a mascar chiclete ou andar pelas ruas quando saio para comer (para não correr o risco de miar). Só que quando estou pra baixo, eu planejo tudo: Espero até estar sozinha, compro horrores de comida, como até quase morrer e depois coloco tudo pra fora. Mas como eu já disse, ainda assim são tão poucas vezes...
  Eu já li sobre EDNOS (é isso mesmo??). É um tipo de TA, mas nele você apresenta características de vários TAs e não de um específico. Eu não sei se acredito realmente nisso.
  Logicamente nunca procurei ajuda médica e nem pretendo fazer isso. Só que ás vezes acho que gostaria de saber o que eu tenho. Outras vezes prefiro pensar que sou perfeitamente saudável.
  E você o que acha?
  Beijinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário